Dicas para Tirar a Criança da Cama dos Pais

15 de setembro de 2014 by in category Comportamento do Bebê tagged as with 16 and 0

Cama compartilhada sempre foi um assunto que dividiu a opinião dos pais. Alguns adoram, cuidam da segurança, compartilham o quarto desde o nascimento do bebê e dormem melhor porque ficam mais seguros com os filhos por perto. Outros já acreditam que o bebê deve ter o quarto dele e que desde o nascimento, ou no máximo a partir do 2º mês de vida.

imagem1Não importa qual seja a sua decisão, ela deve ser muito bem pensada. Como diz a encantadora de bebês Tracy Hogg: “Comece as coisas com os bebês da mesma maneira que você quer que elas terminem”.

Apesar de saberem que as mudanças nos hábitos das crianças quase sempre são difíceis, muitos pais se perdem no meio do caminho e, mesmo sem saber se é assim que querem ficar por anos, acabam com os filhos no mesmo quarto e quase sempre na mesma cama.

E como eles crescem rápido! Mesmo famílias adeptas à compartilhar a cama, as noites não ficam muito fáceis quando a criança cresce e ocupa praticamente o espaço de um adulto.

No post de hoje, daremos dicas para fazer a transição do seu filho para o quarto dele. Independentemente do tempo que a criança está no quarto dos pais, esta está longe de ser uma tarefa fácil. Diria que é na verdade um grande desafio.

Quando a criança tem até 3 anos, por incrível que pareça, ainda é mais fácil de fazer a transição do que com crianças mais “velhas”. Quanto mais o tempo passa, mais as crianças ficam condicionadas, acostumadas e mais adoram dormir no meio dos pais. Além deste costume, elas conseguem argumentar, protestar e possuem mais “ferramentas” para enrolar os pais e conseguirem o que elas querem. As mais famosas argumentações são: “eu não consigo dormir aqui, tenho medo, aqui sozinho tenho sonhos ruins, pesadelos, e aquelas mais apelativas como eu preciso da mamãe para dormir, eu te amo, tenho saudade, etc etc etc”.

imagem2Até 3 anos normalmente uma rotina bem estruturada, com regras claras e horários definidos já funciona. Explicamos as novas regras e, pacientemente, colocamos em prática.

Aguentamos um pouco de choro, protesto, muitas vezes somos visitados durante a madrugada, mas com muita paciência e persistência, levamos a criança de volta para o quarto para que as regras sejam cumpridas. Normalmente, em 2 ou 3 semanas a nova rotina já é assimilada e a ideia de dormir com os pais é esquecida.

Depois dos 3 anos eles ficam muito mais “espertos” para conseguirem o que querem e as dicas abaixo servem para que os pais façam isso da maneira mais eficiente possível:

– tente convencer seu filho que ele já é um mocinho. Se a troca do berço pela cama ainda não aconteceu, talvez esta seja a hora certa. Se for trocar o berço pela cama e precisar comprar uma, leve seu filho e deixe que ele participe da escolha do novo local onde ele irá dormir.

– mude um pouco o quarto para que o ambiente fique com a carinha do seu filho. Com 3 anos, as crianças já tem um personagem predileto e talvez você encontre um lençol, uma cortina, um tapete ou mesmo um painel ou quadro daquele personagem. Deixar o quarto personalizado e convencer seu filho de que o personagem vai adorar dormir com ele pode ajudar bastante. Muitas vezes isso acontece naturalmente. A criança vê um brinquedo ou algo do personagem predileto e os pais não podem perder esta oportunidade de começar a negociação.

– muitas vezes negociar um dia por semana apenas no quarto dos pais também funciona. Este dia vai acontecer desde que a criança durma todos os outros sozinha e os pais devem manter o combinado. Não dormiu, foi para o quarto dos pais mais do que duas vezes durante a semana, perderá a oportunidade.

– um “guardião” na porta do quarto também é uma boa alternativa para crianças que tem medo. Um boneco ou um quadro pendurado na porta dá a segurança que muitas precisam para não se sentirem sozinhas. Dormir com o boneco preferido também é uma alternativa.

– para as crianças que tem medo de escuro os pais podem usar uma lâmpada de tomada (pequena e fraca). Lembre que a luz estimula as crianças e às vezes mais atrapalha do que ajuda. Algumas crianças tem bastante medo também da sombra que é feita na penumbra.

– uma vez resolvido que a criança irá para o quarto dela, é de extrema importância que os pais não negociem alternativas. A decisão está tomada e a criança deve entender isso. O que os pais podem fazer são alternativas para fazer a transição com menos choro ou protesto.

– por fim, a regra que vale para todas as idades: rotina. Nunca é tarde para estabelecer suas regras e fazer com que seu filho siga estas regras naturalmente. A criança gosta de se sentir segura, saber o que vai acontecer, gosta de entender a sequência das coisas e da dinâmica da casa. Mesmo com um pouco de protesto, dia após dia seu filho vai perceber que não há alternativa a não ser seguir aquela rotina. Isso fará parte da vida dele e não haverá a necessidade de negociação.

Agora uma dica para os pais somente: anote tudo que acontece todas as noites depois que vocês resolverem estabelecer as novas regras. O progresso dos filhos vai ser percebido dia a dia e as anotações ajudam os pais a continuarem no processo. É fácil desistir sem as anotações, mas quando percebemos que as coisas estão dando certo e melhorando, temos força para continuar e não perder tudo que já foi conseguido.

Como quase tudo na criação dos filhos: paciência, consistência e persistência!

*Foto: Reprodução

16 Comments

  • geila
    on 20 de maio de 2016 Responder

    Michele tenho gêmeas de 1a6m. Elas ficaram no berço até o sétimo mês, depois disso voltei a trabalhar e as coisas ficaram dificeis. Elas acordavam várias vezes a noite pra dormir. Sempre estabeleci uma rotina. Até hoje sigo, mas depois deo 7 mes levei para minha cama. Ficava muito cansada durante o dia. Elas mamam no peito e ainda acordam de madrugada para mamar. Quero levar para o quarto mas estou sem rumo. Por onde começo. Por favor, li o post mas ainda não me sinto segura, queria mais dicas

    • Author
      Michele Melão
      on 30 de maio de 2016 Responder

      Oi Geila, como vai?
      Com esta idade, provavelmente não há recomendação do pediatra para amamentar durante a madrugada certo? Talvez fosse interessante fazer a transição de uma por vez, ao invés de levar as duas para o quartinho delas. Você não precisa desmamar, pode amamentar de manhã antes do trabalho e no fim do dia, mas o fato de mamarem durante a madrugada pode prejudicar o sono. Imagino o seu cansaço. Se precisar de ajuda / acompanhamento no processo de transição, me escreva no michelemelao@maternitycoach.com.br e eu te mando detalhes da consultoria.
      Um abraço,
      Michele

  • Josy
    on 23 de setembro de 2016 Responder

    Tenho uma bb de 11 meses e dorme comigo, queria q ela dormisse no berço mas sempre q adeito ela acorda e abre o berreiro. Durante o dia se a coloco no berço ela só dorme uns 10 min, iw eu faço para tirar ela da cama e acostumar no seu bercinho?

    • Author
      Michele Melão
      on 28 de setembro de 2016 Responder

      Oi Josy,
      Ela aprendeu a dormir desta forma, por isso começa a chorar quando colocada no berço. Nós podemos fazer uma educação de sono para ela, com uma transição mais tranquila, tentando aos poucos que ela aprenda uma nova forma de adormecer. Se estiver interessada na consultoria de sono, me escreva no michelemelao@maternitycoach.com.br e eu te mando detalhes do trabalho.
      Um abraço
      Michele

  • Juliana
    on 13 de outubro de 2016 Responder

    Oi Michele, adorei seus textos! Obrigada por compartilhar experiências! E, falando em compartilhar rs preciso descompartilhar a cama com meu menino de quase 5 anos. Já fizemos isso por pelo menos 3 vezes e por nossa falha quebramos o hábito. Mas agora, com 5 anos quase, está mais difícil argumentar e convencer, como vc disse.
    Você tem mais alguma sugestão?
    Obrigada 😉

    • Author
      Michele Melão
      on 17 de outubro de 2016 Responder

      Oi Juliana, como vai?
      Com a idade do seu bebê, o melhor seria que a decisão fosse “dele” em deixar sua cama. Tente negociar, use um lençol novo, um boneco novo para dormir com ele, fique com ele até adormecer e uma boa alternativa é negociar a sua cama uma vez por semana.
      Sempre que ele ficar na cama dele, faça bastante festa, elogie, brinque com adesivos na mão dele e o mais importante é levar de volta para o quarto dele todas as vezes que ele for para sua cama. Assim ele deve desistir.
      Capriche no ritual de sono, tem que ser diferente e divertido, para que ele goste da ideia da mudança.
      Um beijo
      Michele

  • Amanda Ribeiro
    on 20 de março de 2018 Responder

    Eu tenho um menino de 5 anos e ele só dorme agarrado comigo. Se eu sair de perto ele acorda. Sendo difícil tirar ele da minha cama, eu coloco ele na cama dele que inclusive que é no msm quarto, quando ele percebe que não estou ali agarrada nele ele acorda e vem pra minha cama. Ele não aceita a distância. Não sei como fazer ele dormir sozinho.

    • Author
      Michele Melão
      on 3 de maio de 2018 Responder

      Oi Amanda!
      Ele nunca dormiu sozinho? Você poderia tentar alguns estímulos positivos, para que ele pelo menos tente manter o sono sem esse contato corporal. Não deve ser medo, já que a cama é no mesmo quarto.
      Não é necessário fazer uma aprendizagem de sono, mas temos atendimentos mais rápidos que talvez possam te ajudar. Se você estiver interessada, nos escreva no maternitycoach@maternitycoach.com.br e nós te enviaremos os detalhes.
      Um abraço,

  • chalana Amorim
    on 13 de abril de 2018 Responder

    Olá

    Estava lendo várias mães querendo saber como faz pra retirar seu bebê da cama, o meu dormiu no berço até os 7 de repente sem querer acabamos acostumando ele a dormi na cama ai ele estar com 9 e não quer sair mais.

    Hellp ….

    • Author
      Michele Melão
      on 3 de maio de 2018 Responder

      Oi Chalana! Às vezes criamos alguns hábitos difíceis de mudar no sono das crianças. Você já tentou as dicas do nosso texto? Não funcionou?
      Se precisar de um acompanhamento, nos escreva no maternitycoach@maternitycoach.com.br e te enviaremos os detalhes da nossa consultoria.
      Um abraço

  • Elisabete
    on 25 de abril de 2018 Responder

    Oi Michele!
    Boa noite. Meu filho tem um 1 ano e 8 meses e já N aguento mais amamentar pq ele acorda a noite inteira e só volta a dormir com o peito. Perco as contas de qtos vezes acorda. Fato é que quero parar de amamentar, mas ele tb dorme conosco o que dificulta nossa vida. Queria sua opinião de como fazer, se primeiro tiro da nossa cama pro quartinho dele e depois entao o desmamo pq acho q será inviável tirar o peito ele dormindo conosco. Me ajude com sua opinião de como devemos agir.. passo a passo.
    Obrigada!

    • Author
      Michele Melão
      on 3 de maio de 2018 Responder

      Olá Elisabete!
      Entramos em contato com você por e-mail ok?
      Um abraço,

      • JAMILLY
        on 16 de maio de 2018 Responder

        Olá Michele.

        Sofro exatamente com o mesmo problema da Elisabete. Minha filha tem 1 ano e 8 meses e já não conseguimos dormir a noite com ela em nossa cama. Meu marido, pelos chutinhos que recebe a noite toda e eu por ter que dar mama a noite inteira. Primeiro desmamo, depois tiro da cama? Faço os dois ao mesmo tempo?

        • Author
          Michele Melão
          on 12 de junho de 2018 Responder

          Oi Jamilly!
          O melhor é fazer as duas coisas em conjunto, mas aos poucos. Tirar da sua cama e continuar dando de mamar a noite inteira pode ser difícil. O contrário também pela proximidade. Tente limitar as mamadas com ela ainda na sua cama e em uma semana já tentar a transição.
          Se estiver interessada em um acompanhamento no processo, me escreva no michelemelao@maternitycoach.com.br e eu te mando os detalhes do nosso trabalho.
          obrigada,

  • Fabiana lemes
    on 28 de maio de 2018 Responder

    Olá Micheli , tenho um filho de 6 anos , ele sempre dormiu no mesmo quarto que a gente , na cama dele porem do ladinho da nossa , só dormia segurando minha mão.
    Meu esposo trabalha em outra cidade vem pra casa 1 vez por mês , a gente já não tem nenhuma privacidade ….
    Então tomei a decisão de por ele no quartinho dele , porém como o pai viaja estou fazendo essa transição sozinha com ele… Esta sendo um pouco difícil, faz 5 dias ….
    Será que estou fazendo certo fazendo essa mudança sozinha com ele ?

    • Author
      Michele Melão
      on 12 de junho de 2018 Responder

      Oi Fabiana!
      Claro, não tem problema que você está sozinha fazendo a transição. Fique firme e sempre que ele precisar, vá até o quarto dele, para não criar nenhum medo.
      Em uns 15 dias ele já deve estar bem adaptado. Você também pode negociar que se ele ficar na caminha durante a semana, pode dormir 1 dia com você. Pode ser que essa “recompensa” ajude.
      um beijo
      Michele

Add comment

Todos os direitos reservados à Maternity Coach • Por Criativa 22