Educação Financeira para os pequenos… Será que dá certo?

outubro 5, 2012 by in category Diversos with 0 and 0
Home > Blog > Diversos > Educação Financeira para os pequenos… Será que dá certo?
O natal vem chegando e gostaríamos de falar um pouco sobre o consumo exagerado de produtos, brinquedos e roupas pelas crianças. Desde cedo, as crianças são expostas a um marketing agressivo totalmente dedicado ao consumo dos pequenos. Hoje em dia existem até grupos de relacionamento nas redes sociais onde a intensão é descobrir os maiores desejos das crianças para conseguir um grupo de consumidores fiéis. Antigamente, os brinquedos muito famosos acabavam virando personagens de desenho e hoje ocorreu uma inversão. Os desenhos são lançados e logo aparecem os brinquedos, fantasias e acessórios para que as crianças “se transformarem” em super-heróis. A ideia aqui é alertar os pais quanto a banalização do consumo e o materialismo excessivo que as crianças podem ser expostas. 

Muitas vezes, por acharem que estão em falta com seus filhos, os pais que trabalham fora o dia todo acreditam que comprar coisas é um caminho para compensar as crianças por suas ausências, esquecendo-se de que esta “compensação” pode ter consequências graves no futuro das crianças como a perda da noção de quanto custam as coisas, ou a sensação de que só se pode ser feliz quando se tem algo novo, ou mesmo o desgaste familiar quando por exemplo os pais não podem comprar aquilo que as crianças querem.
Minha dica é a introdução da educação financeira desde cedo na vida dos seus filhos, lembrando que se a idade e capacidade de compreensão dos pequenos for considerada e respeitada, as crianças desde cedo podem aprender a administrar as moedas do cofrinho, mesadas ou prêmios em dinheiro, participando “ativamente” do orçamento da casa.   
A ideia é fazer com que as crianças percebam que devem esperar pelo natal, dia das crianças ou aniversário para ganhar alguma coisa e se quiserem algo fora destas datas especiais, deverão fazer algum esforço ou economia para conseguir o que querem. Importante sempre mostrar os caminhos e alternativas, e seu pequeno irá dar muito mais valor para algo que foi conseguido com “esforço próprio”. Mesmo nas datas, é válido ter cuidado com a quantidade de presentes para que a criança não tenha a impressão de que tudo chega muito fácil… é só esperar por uma data especial.
Além da educação financeira, uma boa dica é fazer atividades com as crianças que não envolvam o gasto de dinheiro. Atividades em parques como correr e pular, contar histórias ou mesmo assistir um desenho infantil ao lado do seu filho pode preencher um vazio que brinquedo nenhum é capaz de substituir. Muitas vezes as crianças as crianças sentem muito mais prazer nas relações humanas do que na compra de um brinquedo que na hora pode parecer muito legal mas depois de alguns dias se junta aos outros na “caixa de brinquedos” e logo aparece a necessidade de algo novo para ser esquecido.

Add comment

Todos os direitos reservados à Maternity Coach • Por Criativa 22