Guest Post – Educação ambiental para o seu filho: tudo o que ele precisa saber

junho 28, 2018 by in category Guest Post with 0 and 0
Home > Blog > Guest Post > Guest Post – Educação ambiental para o seu filho: tudo o que ele precisa saber

É preciso cuidar do planeta desde cedo! Confira dicas e brincadeiras para estimular hábitos sustentáveis nas crianças

 

Banhos demorados, comida desperdiçada, videogame ligado constantemente na tomada e lixo espalhado pelo quarto. Pelo uma dessas situações já foram vivenciadas por pais que tenham crianças pequenas em casa.

 

Além de não serem hábitos saudáveis, essas práticas também agridem o meio ambiente e contribuem para esgotar mais um pouco os recursos naturais disponíveis no planeta. É preciso estimular uma mudança de comportamento ainda na infância para formar cidadãos conscientes.

 

A educação ambiental tem que começar na infância. Com brincadeiras, jogos e exemplos práticos de sua rotina, os pequenos aprendem a importância de jogar o lixo na lixeira, economizar água e não deixar a luz ligada no seu quarto.

 

Dessa forma, a Terra agradece e, pouco a pouco, conseguimos reverter a destruição da fauna, flora e oceanos. Confira algumas dicas para estimular novos hábitos em seus filhos, netos e sobrinhos:

 

Economia de água durante a higiene pessoal

Aproveite os momentos de higiene da criança, como o banho ou a escovação dos dentes, para ensinar o uso adequado da água. Mostre que é possível economizar este recurso natural sem interferir no dia a dia dela.

 

Reforce a importância dessa economia com exemplos práticos. Quando ele for escovar os dentes, deixe a água escorrer para uma tigela para que ela veja a quantidade que iria para o ralo. No banho, calcule o tempo que ele precisa de água em seu corpo para se lavar.

 

Lugar de lixo é no lixo!

A criança abriu uma embalagem de comida ou gerou algum lixo durante uma brincadeira? Aproveite a situação para ensiná-lo a necessidade de descartar corretamente os detritos em locais próprios ao invés de deixá-los no chão.

 

Explique que o lixo jogado na rua contribui para a poluição de rios e florestas, além de causar transtornos sociais graves, como enchentes. Se for o caso, você pode utilizar brincadeiras e jogos interativos para isso.

 

Reciclagem começa em casa

Depois de mostrar que o lixo tem lugar específico para ser jogado fora, é momento de explicar que ele também pode ser dividido de acordo com seu material. A prática facilita a coleta seletiva e estimula a reciclagem de materiais.

 

Esse tema pode até proporcionar brincadeiras para estimular novos valores e ideias. Pegue diversos materiais em sua casa, como garrafas PET e papelão, e faça brinquedos. Mostre que reaproveitar algo também é divertido.

 

Parou de assistir à TV ou jogar videogame? Desligue

O consumo elevado de energia elétrica também contribui para esgotar os recursos naturais. Pela baixa idade, a criança ainda não sabe disso e acaba deixando os aparelhos ligados mesmo quando não está mais no cômodo.
Sempre quando ele parar de assistir a algo na TV ou não usar mais algum produto eletrônico, reforce a necessidade de desligá-lo e, até mesmo, de tirá-lo da tomada. Dê o exemplo e faça isso também no seu dia a dia.

 

Tome cuidado com o desperdício de alimento

As crianças têm dificuldades de separar a quantidade adequada de alimentos que irão consumir nas refeições e muitas acabam largando tudo no prato. A educação ambiental também passa pela produção e consumo adequados de carne, legumes, cereais e verduras.

 

Quando isso acontecer, converse com os pequenos que o desperdício de alimentos agrava a questão do lixo e, além disso, piora questões como desigualdade social e a fome, pois há famílias que ainda não tem o que comer.

 

Mostre a importância do consumo consciente

Cada produto comprado gera uma quantidade de lixo ao longo de sua produção – alguns pouco, outros muito. Não se trata apenas da embalagem que chega ao consumidor final, mas todos os resíduos jogados fora ao longo de sua fabricação.
Portanto, faça um exercício rotineiro com seus filhos e sobrinhos e repense o consumo desenfreado que a criança pode ter. Esse brinquedo é realmente importante? Você precisa de mais roupas? Seja sincero ao responder esses questionamentos.

 

Respeito à fauna e flora

Desde pequeno mostre a necessidade de respeitar toda espécie de ser vivo. Além de serem importantes para a decoração para a casa, as flores e plantas podem mostrar como é agradável viver em um ambiente verde e florido.

 

Uma alternativa também interessante é criar animais de estimação em casa para que, desde a infância, a pessoa tenha afetos com outros seres vivos. Além disso, viagens ao zoológico também mostram a quantidade de espécies existentes na natureza.

 

Estimule o contato com o meio ambiente

Por fim, mas não menos importante, é essencial que desde os primeiros meses de vida o bebê interaja com o meio ambiente. Passeios em parques são essenciais não só para tomar um pouco de sol, mas para se acostumar com árvores, plantas e animais.

 

Ao se acostumarem com espaços assim, eles crescerão de forma consciente e terão um respeito maior pelos recursos naturais. Cidadãos conscientes protegem o que está em sua volta e criarão um futuro mais verde e sustentável.

 

Educação ambiental começa desde cedo

O futuro do planeta está em jogo e a única forma de salvá-lo é garantir que as próximas gerações sejam mais conscientes do que as anteriores. Como disse o ex-secretário geral da ONU, Ban-Ki Moon, “não existe plano B porque não tem planeta B”.

 

Além de exemplos do dia a dia, os pais também podem buscar informações na internet, que podem ajudá-los a aplicar a educação ambiental no cotidiano das crianças.Como por exemplo cursos online, brincadeiras interativas e até levá-los em eventos esportivos e culturais. Quanto mais informações elas receberem, mais conscientes e responsáveis serão.

 

Este post foi escrito por Tainá Fantin – Estudante de jornalismo, 22 anos, Link Builder na Agência SEO Marketing. Apaixonada por redação. Gosta de escrever sobre temas atuais, descontraídos ou motivacionais.

Todos os direitos reservados à Maternity Coach • Por Criativa 22