Seu filho parou de dormir a noite toda? Listamos aqui 6 motivos que podem fazer isso acontecer!

abril 4, 2014 by in category Sono do Bebê with 1 and 0
Home > Blog > Sono do Bebê > Seu filho parou de dormir a noite toda? Listamos aqui 6 motivos que podem fazer isso acontecer!
Ensinar os bebês a dormirem a noite toda é um grande desafio e exige paciência e persistência dos pais. E finalmente quando isso acontece, de repente, os bebês resolvem acordar várias vezes durante a noite, literalmente acabando com o sono dos pais. Mas o que acontece?
 
No post de hoje listaremos 7 motivos que podem ser os causadores das noites mal dormidas. Veja se você se identifica com algum deles!
 
Regressão de sono: normalmente acontece entre o 3º e 4º mês de vida, pode se repetir entre o 8º e 10º, um ano, 18 meses e 2 anos. Neste caso o melhor que os pais podem fazer é ajudarem os filhos a dormir sem criar maus hábitos. Associações erradas podem estender a regressão por meses!
 
– Surto de crescimento: os bebês passam por alguns surtos de crescimento principalmente no primeiro ano de vida e se este for o caso do seu filho, ele irá acordar de fome. Nesta hora o melhor a fazer é caprichar na alimentação durante o dia e tentar não deixar o bebê adormecer mamando – isso irá criar uma associação errada de sono. Mesmo que ele for alimentado durante a noite, o bebê deve ser colocado no berço sonolento, porém acordado.
 
– Aparecimento dos dentes: os dentes podem começar a doer até 3 meses antes de despontarem! Este desconforto pode fazer seu filho acordar e o melhor a fazer neste caso é atender às necessidades do bebê. Mordedores podem ajudar e se a dor for persistente, é importantíssimo consultar o pediatra e solicitar ajuda.
 
– Dores como cólica, refluxo, febre ou viroses: qualquer desconforto pode fazer seu filho acordar durante a noite. O importante é conseguir reconhecer o que está acontecendo e atender o bebê prontamente.
 
– Transição das sonecas: quando os bebês passam a dormir menos durante o dia, os horários das mamadas e do sono noturno também pode ser impactado. Nestas transições é importante verificar se seu bebê está dormindo tempo adequado durante o dia e principalmente estruturar uma rotina para dar segurança ao bebê.
 
– Mudanças bruscas na rotina: férias, volta da mãe ao trabalho, início em berçário ou chegada de uma nova babá. Todas as mudanças bruscas no dia a dia do bebê também podem influenciar no sono noturno. Neste caso, a melhor atitude é acomodar as novas atividades a uma rotina estruturada e seguir esta rotina. Os bebês logo entenderão a nova agenda e se sentirão seguros com isso.
Seu filho não dorme direito? Assine nossa newsletter e receba dicas muito legais sobre o sono dos bebês!  Conheça também nosso trabalho de consultoria de sono no aqui.
Michele Melão é consultora de sono infantil e baby planner certificada pela International Academy of Baby Planner Professionals (IABPP) e International Maternity Institute (IMI), Califórnia, e é sócia da MaternityCoach – uma consultoria especializada em diversos serviços para gestantes e bebês.

1 Comment

  • Regiane
    on novembro 6, 2014 Responder

    Olá!
    Tenho uma bebê, que também se chama Laura( como a filha da Michele Melão ) , que acabou de completar 2 meses. Há 2 semanas estou com dificuldades em fazer a bebê a largar o peito: ela chega a ficar 2 h “mamando” e só larga quando adormece (se tiro antes disso ela fica chorando). Antes ela fazia as sonecas no berço( adorava) e agora durante o dia, dorme por 20 a 40 min no colo e quando consigo, no carrinho. Geralmente só faz 2 sonecas no dia. À noite, dorme no máximo 5 h seguidas ( que pela idade acho que está bom),mas como muitas vezes fica com o nariz entupido , acorda antes. Gostaria de uma orientação sobre como conduzir as mamadas e melhorar as sonecas. Grata ,

Add a reply

Cancel a reply

Todos os direitos reservados à Maternity Coach • Por Criativa 22