Será que a culpa é (só) da propaganda?

24 de outubro de 2012 por no assunto Diversos with 2 and 0

Apesar de jornalista e apaixonada por comunicação, não sou uma defensora radical das propagandas, mas acredito que elas estão aí para divulgar produtos e serviços e algumas cumprem seu papel com muita eficiência. Se repararmos, durante os intervalos dos desenhos (nos canais abertos e nos fechados dedicados somente para o público infantil) os anúncios de produtos infantis, roupas e principalmente brinquedos superam facilmente as propagandas sobre a programação do canal. Mas será que a culpa do consumismo das crianças é do marketing? A indústria da publicidade é muito mais abrangente, visto que hoje em dia ela se espalha rapidamente em diversas mídias, mas ela sempre existiu e nunca antes foi visto um faturamento tão alto no setor infantil.
Então de quem é a culpa? Será que os pais sentem culpa se falarem não para seus filhos e por isso se tornam os verdadeiros culpados por este consumo sem fim? Querer eles sempre querem e sabem o que querem, mas temos o dever de dar o direito aos nossos filhos de sentir o valor da conquista por alguma coisa, de ter o gosto da ansiedade de esperar por uma data importante para ganhar um presente que certamente se tornará muito mais especial do que se simplesmente cair do céu assim que a criança abrir a boca.


Precisamos aproveitar que estas datas existem e usá-las a favor dos nossos filhos.
Falando novamente em culpa, alguns pais se sentem tristes por ter que sair para trabalhar o dia todo e acham que é uma obrigação compensar os rebentos de alguma maneira, mas estudos de psicólogos e educadores garantem que ir as compras não é o melhor caminho para esta compensação. Se achar dizer não muito difícil, é melhor fazer uma avaliação. Teste seus limites e faça a experiência de dizer não para seu filho sem sentir culpa e principalmente estabeleça limites, mesmo que você possa comprar aquilo que ele tanto quer. Prove que você pode dar as coisas em datas especiais, ou como merecimento por algo extremamente importante que seu filho tenha conquistado. Mostrar que tudo tem um preço pode criar valores importantíssimos e sem preço para o futuro desta geração tão bombardeada por coisas que podemos simplesmente comprar… este é um grande desafio para os pais!

2 Comments

  • Jacqueline Galgani
    on 5 de dezembro de 2012 Responder

    Oiii, td? então, vejo que hoje em dia, nós mulheres, que trabalhamos e temos que ser mãe, cuidar da casa, correr com o trabalho, sentimos culpa. culpa por não ficar o dia todo com nossos filhos, por não dar a atenção que gostaríamos, etc, etc, etc. E aí vai uma lista de motivos para, inconscientemente, sentirmos culpa. E muitas vezes, nós mães (e pais), compensamos esta culpa com presentes, não dizendo NÃO para os filhos. Acredito que este seja o grande motivo do mundo consumista e mais: de filhos sem limites. Um grande problema. Não para nós, dentro de casa, mas para a sociedade. Porque cada vez mais teremos adultos que acreditam que podem fazer o que querem, que sempre terão de tudo e que jamais poderão sofrer decepções (ou receber os nãos da vida).
    http://beibae.blogspot.com/

    • Michele e Claudia
      on 6 de dezembro de 2012 Responder

      Oi Jacqueline, concordo com você que o grande desafio está nos limites que os jovens terão no futuro. Continuemos com nosso protesto para que os pais compensem seus filhos com amor, carinho e atenção já que verdadeiramente é disso que as crianças precisam! Obrigada pela visita, vou passar no seu blog. Bjs

Add comment


Todos os direitos reservados à Maternity Coach • Por Criativa 22